Happy Mom e o Natal

Como me disseram quando o meu pequeno bebé nasceu, "a partir deste dia, a tua vida nunca mais será a mesma!". São daqueles clichés que são ditos a todos os pais e que, na maioria dos casos, são seguidos de um conjunto de pontos negativos que parecem sempre acompanhar a maternidade: menos horas de sono, menos horas livres para nos dedicarmos aos nossos hobbies, menos tempo livre para namorar... Basicamente parece que as 24 horas habituais de um dia se parecem reduzir a umas meras migalhas de minutos... Será mesmo assim?

Eu gosto de encarar a maternidade como algo que nos muda, sim, mas para melhor. Gosto sempre de ver o copo meio cheio e acreditar que ainda o posso preencher um pouco mais. Sentir-me grata pelo que vou alcançando e, quanto aquilo que não consigo alcançar, acreditar que o momento chegará em que será meu.

Aqui vos escrevo numa manhã de 24 de Dezembro em que ainda se dorme aqui por casa. Há um silêncio que me permite tomar o meu pequeno-almoço calmamente e dedicar-me um pouco às minhas divagações que tão bem me fazem. Hoje é véspera de Natal, a primeira que vou passar com o meu bebé. Este ainda será um Natal em que não dará muita atenção às prendas (virá 2017 para o ter a correr à volta da árvore de Natal) mas em que muito já foi pensado em relação a ele. Mas, acima de tudo, este é um Natal de alegria, de realização e de gratidão enquanto mulher. Pelo que consegui alcançar durante este ano, por ter nascido como mãe e por ter evoluído como mulher e companheira. E, acima de tudo, por conseguir fazer felizes e preencher os corações de quem me rodeia. Ser mãe e mulher, com todos os necessários prismas associados, não é tarefa fácil e requer muita organização e dedicação da nossa parte (olha mais um cliché!). Mas é assim que sou feliz: a permitir aos que me rodeiam terem sempre um sorriso nos lábios e poder ver o meu bebé crescer a cada dia e a tornar-se cada vez mais desperto para o mundo.

É assim que vos escreve a Happy Mom nesta manhã de 24 de Dezembro... Grata!

Um óptimo Natal para todos e que esta quadra seja repleta de muita energia positiva, abraços e sorrisos. E muito colinho para os nossos bebés!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Conhecem a alegre Paula?

You shall not pass!... Ou como depois de estarem cá fora, os nossos filhos podem trocar-nos completamente as voltas!

O meu bebé já se senta e consegue transformar uma abóbora num barco com um canivete suíço!