Imperfeição, choro e incerteza... a maternidade também é assim!

Quando lemos blogs em que mães falam do seu dia-a-dia e da forma como vivem a maternidade ou quando lemos as publicações e os comentários de mães nos inúmeros grupos que existem no Facebook, ficamos sempre com aquela sensação que o mundo de quem nos rodeia é mais perfeito que o nosso.

Quando engravidamos, ninguém nos prepara verdadeiramente para aquilo que nos espera. Estamos a embarcar numa aventura em que apenas temos um bilhete de ida, muito em jeito de blind date, dado o nosso total desconhecimento de como tudo irá correr. Ninguém nos explica que a maternidade não será um mundo cor-de-rosa, que iremos chorar na maior patte das vezes sem sabermos porquê e que as dificuldades poderão surgir...

Sim, porque vamos poder deixar de sair tão frequentemente com os nossos amigos.
Sim, porque vamos poder deixar de estar deitadas no sofá apenas porque sim a fazer zapping durante toda a tarde de domingo.
Sim, porque vamos aumentar de peso só porque respiramos e nem todas vamos conseguir regressar rapidamente ao nosso corpo pré-gravidez.
Sim, porque vamos achar que ninguém nos compreende quando nos olhamos no espelho e nos achamos feias.
Sim, porque vamos estar com receio a cada ecografia.
Sim, porque vamos visitar o google quase diariamente e ler artigos que nos deixam ainda mais receosas.
Sim, porque vamos achar que o nosso companheiro vai deixar de gostar de nós e começar a olhar para a vizinha do lado.

Enfim, a maternidade sempre sorridente e pincelada de pós de pirlimpimpim não acontece na maior parte dos casos e devemos estar preparadas para o que nos espera. E, acima de tudo... devemos confiar e muito em quem nos rodeia e falar, desabafar quando temos o mundo a tentar explodir dentro de nós.  Porque o estado de graça que mais feliz nos deixa pode ser tramado com todas as suas hormonas... e o que nos espera no pós-parto precisa que estejamos bem connosco, primeiro que tudo, e com as pessoas que nos são mais próximas. A nossa tribo que nos acompanha nos momentos bons e nos menos bons e que nos ajuda a enfrentar todos os predadores no meio da noite escura... 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Conhecem a alegre Paula?

You shall not pass!... Ou como depois de estarem cá fora, os nossos filhos podem trocar-nos completamente as voltas!

O meu bebé já se senta e consegue transformar uma abóbora num barco com um canivete suíço!