O pH das mães

Quantas vezes não ouvimos aquele clichê de que a maternidade não é um mar de rosas? Ou quantas vezes não desconfiamos daquelas mães que andam sempre bem arranjadas, manicure sempre feita e dizem que os seus bebés não choram?
Eu não gosto de pensar que só porque somos mães nos devemos deixar cair no desleixo e não cuidar mais de nós. Mas também acho que dizer que a maternidade não é um mar de rosas, é carregá-la de demasiadas tormentas e isso também não é preciso.
Por isso a melhor analogia que encontro é dizer que a maternidade é como um canteiro de hortênsias. Para quem não sabe, as cores das hortênsias, a variar entre rosa e roxo, são uma condição associada ao pH do solo em que elas se encontram plantadas. E o mesmo acontece connosco mães: umas vezes gargalhamos, noutras deixamos cair uma lágrima mais ou menos tímida. Tudo depende do choro do nosso bebé. Tudo depende das dificuldades dos nossos dias. Tudo depende do nosso suporte familiar. Tudo depende se temos aquele modelo xpto de sapatos ou de camisola no nosso closet. Tudo depende de tudo e de nada. E esse é o nosso pH como mães! E essas são as hortênsias da nossa maternidade... umas vezes rosa, outras vezes roxas!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Conhecem a alegre Paula?

You shall not pass!... Ou como depois de estarem cá fora, os nossos filhos podem trocar-nos completamente as voltas!

O meu bebé já se senta e consegue transformar uma abóbora num barco com um canivete suíço!