Incha, desincha... E às vezes não passa!

Estas poderiam ser a diversas fases desde que engravidamos.
Vemos a tão desejada risquinha cor-de-rosa e está em curso a operação "incha durante 40 semanas". Ele é a barriga, as maminhas (para regalo dos nossos mais-que-tudo!), a anca, as bochechas... Parece que, todas as noites, misteriosos duendes nos sopram e insuflam como se o mundo estivesse a acabar. Mas tudo pelo bem maior de gerarmos dentro de nós um pequeno ser que mudará as nossas vidas para sempre.
Chega o dia D e inicia a segunda fase: todo um desinchar dos quilos que ganhámos ao longo das últimas semanas. Adeus, retenção de líquidos. Adeus, barriga fofinha de grávida. Mas ficam as maminhas agora mais avantajadas para bem da nossa criança e continuada felicidade do pai!
E chega todo o pós-parto, com muitas hormonas... Segue-se a fase da queda de cabelo, da flacidez que parece que se instala feita malandra silenciosa. Mas vamos desinchando lentamente... Umas mais do que outras.
Nem sempre a fase do "passa" chega depressa. Nem sempre o corpo volta ao que era. Nem sempre gostamos do que vemos reflectido no espelho. Mas se olharmos o espelho com o pequeno ser que nos fez inchar ao nosso lado, tudo ganhará outra perspectiva.
Incha, desincha... E às vezes não passa. Mas temos ao nosso lado o melhor do mundo!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Conhecem a alegre Paula?

You shall not pass!... Ou como depois de estarem cá fora, os nossos filhos podem trocar-nos completamente as voltas!

O meu bebé já se senta e consegue transformar uma abóbora num barco com um canivete suíço!